24 de fevereiro de 2010



e foi aí que PERCEBI que o amor não estava
somente no último soneto daquele livro esquecido
no banco do trem para Paris.

Um comentário:

Débora disse...

estava com saudade das suas Delicadezas!

um beijo Tatita!
=*